Avançar para o conteúdo principal

Papa crítica "especulação" nos alimentos

O Papa Bento XVI criticou hoje a “especulação” sobre o preço dos alimentos, criticando que sejam tratados como outro qualquer produto.
O Papa falava na cimeira da FAO, a organização das Nações Unidas para a alimentação e agricultura, que decorre hoje e amanhã em Roma.
“É preciso contestar o egoísmo que permite que a especulação penetre mesmo no mercado dos cereais, colocando a comida no mesmo plano que todas as outras mercadorias”, disse Bento XVI, dizendo ainda que é necessário “repensar os mecanismos de segurança alimentar”.
“É preciso uma consciência solidária que considere o direito à alimentação e o acesso à água como direitos universais de todos os seres humanos, sem distinções ou discriminações”, disse Bento XVI.
O discurso do Papa tocou o mesmo ponto que os cartazes dos manifestantes que protestavam contra o “uso de comida como meio de especulação” pelas empresas multinacionais, embora o discurso fosse diferente: “O sector privado usa a alimentação como um meio de especulação e não para alimentar as pessoas”, disse à AFP Henry Saragih, coordenador do movimento de pequenos agricultores Via Campesina, chamando a atenção para uma contradição: “a produção a nível mundial aumentou mas o número de pessoas que sofrem de fome também aumento”.
Leia mais