Avançar para o conteúdo principal

A calma que a nutrição traz!

Atualmente, convivemos com pessoal que apresentam diversos níveis de stress.
Talvez, elas tenham motivos para ficarem assim e um deles pode ser a má alimentação.
Quando o organismo não está bem, ele libera milhares de reações que afetam diretamente o cérebro. Então, tudo fica mais complicado e até mesmo tarefas simples do dia a dia começam a dar  nervos.
 Existem alimentos que ajudam a deixar o corpo e a mente calmos.
A alimentação colabora quando o organismo produz a serotonina, uma substância reconhecida cientificamente como uma das responsáveis pelo sentimento de bem-estar.
A serotonina é um neurotransmissor que atua de forma eficiente no sistema nervoso central, ajudando a equilibrar os níveis de stress e agitação. 
MANTENHA A CALMA
Dentre as substâncias com propriedades relaxantes,  destaca-se a biotina.
Ela é uma vitamina hidrossolúvel que faz parte do complexo B, bastante estável aos processos de cozimento e industrialização alimentar, porém, suscetível à oxidação.
Este nutriente (encontrado na gema do ovo) também age diretamente no cérebro como um tipo de calmante, fazendo com que o órgão funcione bem.
A melhor notícia, entretanto, é que há estudos que demonstram, ainda, sua função no tratamento do mal de Alzheimer.
E se é ou está estressado e costuma dispensar aquela salada na refeição, é melhor reconsiderar.
Na alface está presente a lactucina, um composto reconhecido por induzir o sono. Entretanto, a  ingestão do alimento pode não fazer efeito se o indivíduo estiver cercado de estímulos estressantes.
Sabe-se que a alimentação pode auxilia muito a promover a tranquilidade, mas isso também depende dos hábitos de vida de cada um.
Quem pratica exercícios físicos, por exemplo, tem ótimas chances de manter o corpo relaxado.
Para os adeptos de atividade física, uma dica: coma mais magnésio.Ele é um mineral que ajuda no relaxamento muscular e nervoso. Castanha-do-pará, soja e brócolos são boas fontes deste nutriente.
Outro mineral que tem ação calmante é o selênio (considerado um antioxidante, aliado no combate dos radicais livres). Isso porque ele é convertido em triptofano, que, por sua vez, é transformado em serotonina.
Os baixos níveis de serotonina podem estar relacionados a alterações no sono.
O maracujá é um fruto carminativo, as folhas e raiz possuem isovitexina e crisina, flavonoides que tem efeito calmante sobre o sistema nervoso central.
O chá da folha é muito indicado para controlar a ansiedade.
CHÁ PARA RELAXAR
Há milénios a bebida é utilizada para acalmar os ânimos.
O chá de camomila (Matricaria chamomilla L.) é um dos mais conhecidos pela medicina popular. A ação calmante da camomila é derivada da epigenina, uma espécie de flavonoide.
Duas xícaras da bebida por dia são o suficiente para sentir o efeito (o mesmo se aplica para o chá de erva-cidreira).
O preparado de raiz valeriana (Valeriana Officinalis), muito utilizado no tratamento de fadiga e insônia, é outra opção relaxante.
Contudo, é necessário atenção.
O tubérculo possui atividade sedativa devido à presença de sesquiterpênicos, por isso, seu uso só deve ser feito sob prescrição médica.
A tradição diz que a raiz de ginseng ajuda o organismo a adaptar-se ao stress e melhorar a fadiga.
O alimento tem substâncias que podem favorecer um efeito relaxante, melhorando a disposição e o bom humor
Sumo/Suco calmante
Ingredientes
1 copo de água
½ maçã
1 talo de salsão
4 folhas de alface
Preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificador e coe.
Rendimento
1 copo
Clique na imagem para ampliar  o cárdapio