Avançar para o conteúdo principal

Orientações e Recomendações para um Bom Hábito Alimentar

Muito se fala e orienta em relação a boa alimentação, nutrição, prática de atividade física e saúde. O leque de informações a esse respeito é vasto no mundo da Internet, dos livros e outros materiais educativos dessa natureza.  Aqui vai mais um para reforçar tantos e tantos outros que já porventura possa conhecer. Então, deixo aqui a frase reflexiva " A lição sabemos de cor, só nos resta aprender." E, acrescento, só nos resta praticar no nosso dia-a-dia. 
Orientações e Recomendações para um Bom Hábito Alimentar
• Uma dieta equilibrada fornece tudo o que precisa, mas é necessário saber como equilibrar e estabelecer a relação exacta entre proteínas, glícidos e lípidos:
• Não deixe faltar peixe ou carne em pelo menos uma refeição por dia. Estes produtos são ricos em proteínas, que dão força muscular ao nosso corpo. Sem eles,  experimentamos uma desagradável sensação de moleza e desânimo.
• Reduza os açúcares rápidos dos doces, refrigerantes e do álcool. Eles entram directamente na corrente sanguínea.
• Corte uma parte dos açúcares lentos das massas, dos pães e das batatas. Se tem uma actividade desportiva intensa, os açucares podem fornecer parte da energia de que necessita. Caso contrário, podem contribuir para o excesso de peso.
• Evite os lípidos, ou gorduras, principalmente aquelas que vêm das frituras e dos cremes. O melhor é manter a gordura natural das carnes e queijos mas nunca em excesso.
• No momento de escolher a sua ementa/cardápio, oriente-se pelo esquema abaixo para equilibrar melhor a sua alimentação e não errar nas porções de cada tipo de alimento:
• ENERGÉTICOS - Cereais, pães e massas - 6 porções
• CONSTRUTORES - Leite e derivados / Carnes e Ovos - 2 porções
• REGULADORES - Frutas - 3 a 5 porções / Verduras e Legumes - 2 porções
Obs.: Gorduras e Doces - consumir com moderação.
As porções (quantidade limitada) dos diversos alimentos devem ser distribuídas nas refeições (pequeno-almoço/desjejum, lanche da manhã/tarde, almoço, jantar e ceia) diárias.
• Coma devagar e mastigue bem os alimentos. O horário da alimentação deve ser exclusivo, evitando ler ou ver televisão enquanto come.
• Evite ingerir líquidos durante as refeições, de preferência beba 01 hora antes ou 02 horas depois.
• Evite ingerir refrigerantes e sumos/sucos artificiais, dando preferência a sumos/sucos de fruta natural.
• Beba no mínimo oito copos de água por dia e reduza o consumo de álcool.
• Evite ingerir todos os dias preparações ou alimentos com excesso de gordura (lingüiça, toucinho, batatas fritas, mortadela e outros), inclua como hábito alimentar a ingestão de frutas e verduras.
• Dê preferência a alimentos ricos em fibras: pães integrais, ou sírio ou de glúten. Queijos magros ou light, iogurte natural, carnes assadas ou grelhadas sem exagerar nas quantidades.
• Evite dietas da moda, saiba o que comer e quanto comer através do conhecimento das necessidades calorias do seu corpo e de uma reeducação alimentar (os hábitos incorretos devem ser substituídos por hábitos corretos).
• Programe exercícios físicos que correspondam às suas necessidades, prestando atenção aos seus limites, pois estes ajudam na perda de peso e evitam a flacidez.
• Acima de tudo ame-se! Cultive a auto-imagem e o pensamento positivo. Uma alimentação equilibrada deve resultar numa vida saudável e não de sacrifícios.
Fonte: Drª Silvelita Metelo
           Nutricionista
Obs.: Recomendações e orientações gerais. Para um plano alimentar personalizado procure um especialista em Nutrição.