Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2015

Pitaya ou fruta do dragão

Você já provou pitaya ou pitaia?
Esta fruta exótica é nativa do México é também conhecida como fruta do dragão, ótima para perda de peso, pois possui um baixo nível de calorias. 
Existem várias formas de se consumir esta fruta, comer a polpa do fruto ao natural ou processado como refresco, geleias ou doces.
Infelizmente seu custo é alto e pouco encontrado nos mercados. A pitaia tem sido relatada como uma ótima fonte de betacaroteno (1,4ug/100g), licopeno(3,4ug/100g) e vitamina E(0,26 ug/100g). 
A semente desta fruta contém 50% de ácidos graxos essenciais, ou seja, 48% de ácido linoléico (ômega-6) e 1,5% de ácido linolênico (ômega 3). 
A fruta do dragão é rica em vitaminas, fósforo e oligossacarídeos que auxiliam o processo digestivo e previne o cancro/câncer de cólon e diabetes. Ajuda, também, a neutralizar substâncias tóxicas (metais pesados), reduz os níveis de colesterol e a hipertensão. 
As sementes têm efeito laxante. 
Os oligossacarídeos (hidratos de carbonos solúveis, não digeríveis)…

Redução das calorias do arroz

Cientistas descobriram uma maneira simples de cozinhar o arroz que reduz drasticamente as calorias
Estima-se que 90% das regiões mundiais consumam arroz. Mas ultimamente o alimento, um hidrato de carbono, é considerado um dos inimigos da dieta. Uma chávena de arroz cozido (puro, sem contar outros ingredientes que possam ser usado em seu preparo, como óleo e manteiga) tem 200 calorias. A maior parte delas vem do amido, que é processado pelo corpo em forma de açúcar e , se consumido em excesso, armazenado como gordura. 
Mas e se existisse uma forma de tornar o arroz mais saudável e menos calórico? Cientistas da Faculdade de Química do Sri Lanka encontraram uma maneira de preparar o arroz que pode reduzir suas calorias em 50%. Como isso é possível? Explica-se: Ferve-se água e cozinha-se o arroz. Mas antes de adicionar o arroz à água, os pesquisadores colocaram óleo de coco no líquido (a quantidade de óleo de coco usada precisa ser de 3% o peso do arroz a ser preparado). Depois de pronto, …

Xilitol e seus efeitos na saúde humana

O xilitol é o álcool da xilose (pentoses ou açúcares de cinco carbonos das frutas) com a doçura da sacarose (açúcar de cana ou beterraba), sua velocidade de absorção é um quinto da velocidade de absorção da glicose, por isso é muito usado na alimentação para diabéticos. Substância natural produzida pelo nosso corpo diariamente também, é presente em alguns frutos, bagas, cogumelos e milho.
Um adoçante natural que sabe a açúcar, mas tem menos de 40% das suas calorias.
O xilitol é conhecido por promover menos cáries, sendo conhecido com amigo dos dentes.
Segundo estudos conduzidos na Finlândia, o xilitol auxilia na prevenção das cáries, redução da placa e atracção e destruição de micro-organismos nocivos, e permite à boca remineralizar dentes danificados. Ideal para quem quer perder peso, tem um impacto mínimo nos níveis de açúcar do sangue e por isso pode ser usado com segurança pelos diabéticos.
Segue resumo de uma artigo sobre o uso do xilitol e seus benefícios para a saúde. "Ao empre…

Um pouco de humor

Superalimentos, mas Serão Mesmo super?

O termo "superalimentos", "supernutrientes", tornou-se muito popular, atualmente, mas afinal o que são mesmo esses tão famosos superalimentos, e será que eles são mesmo super?
O termo superalimentos foi criado pelo Dr. Steven Pratt em 1994 e introduzido no nosso cotidiano em 2004, quando lançou o livro " SuperFoodsRx: Fourteen Foods That Will Change Your Life" ("Receita de superalimentos: Catorze alimentos que Vão Mudar sua Vida").
Segundo o Dr. Steven esses catorze alimentos que podem mudar a nossa vida devem ter três qualidades: 
Precisam ser fáceis de encontrar;
Devem conter nutrientes que ajudem a manter a longevidade e Benefícios comprovados através de estudos científicos
Mas, afinal quais são os superalimentos listados pelo Dr. Steven Pratt? Maçã, Abacate, Feijões, Mirtilos, Canela, Chocolate ,amargo, Frutas secas,Azeite,  Alho, Mel, Kiwi, Iogurte, Aveia, Laranja, Romã, Abóbora, Soja, Tomates, Carne de Peru, Nozes, Goji Berry, Salmão, Brócolos,…

Receita saudável - Dog frio

Ingredientes
Folha de alface 
Salsicha de frango ou de peru
Nabo ralado
Cebola picada
Repolho roxo ralado
Sementes de girassol e de chia (ou quinoa) 
Mostarda
Azeite
Gengibre ralada ou em pó
Sumo e raspa de limão
Ketchup

Modo de preparo
Numa folha de alface previamente higienizada, coloque uma salsicha de frango ou peru com nabo ralado, cebola picada, repolho roxo ralado, sementes de girassol e chia (ou quinoa). Tempere com mostarda, um fio de azeite, gengibre ralada ou em pó, sumo e raspa de limão e enrole todos os ingredientes na folha de alface. Para finalizar enfeite com gotas de mostarda, ketchup, sementes de chia (ou quinoa) e girassol.
Uma receita saudável para um pequeno almoço ou lanche da tarde de Primavera/Verão Delicia, e melhor de baixa caloria, não é? Bom apetite! Beijinhos nutritivos Receita e imagem: Chef. Cleide Soares

Método da mão - guia para o controlo das porções de alimentos

Breve historia de como surgiu o método da mão e para que é utilizado.
Para mais conhecimento sobre este assunto clique aqui 

"A alimentação é algo que deve nos deixar bem"

"A nossa alimentação nunca deveria ou deve ser motivo de ansiedade ou stress para nós, porém o que vemos, nos dias atuais é uma constante preocupação, por vezes, exacerbada sobre o que podemos, ou devemos comer para ter ou manter a saúde. Precisamos, urgentemente, reverter esse pensamento difundido, por tantos meios, de que a maioria dos alimentos nos fazem mal ou provocam essa e aquela outra doença.  Claro, que diante de estudo científicos que comprovem os malefícios e benefícios de determinados alimentos devemos procurar sermos mais cautelosos, e, se necessário buscar ajuda para saber melhor se são verdadeiros os fundamentos para a retirada completa de um determinado alimento das nossas refeições diárias; mas sem que isso se torne uma fonte constante de ansiedade e conflitos dentro de nós e ao nosso redor. Acredito que o melhor caminho é do bom senso, nem o exagero e nem a escassez, mas o equilíbrio e  sensatez na hora de escolhermos os alimentos que irão compor as nossas refeiçõ…