Avançar para o conteúdo principal

Redução das calorias do arroz

Cientistas descobriram uma maneira simples de cozinhar o arroz que reduz drasticamente as calorias
Estima-se que 90% das regiões mundiais consumam arroz. Mas ultimamente o alimento, um hidrato de carbono, é considerado um dos inimigos da dieta. Uma chávena de arroz cozido (puro, sem contar outros ingredientes que possam ser usado em seu preparo, como óleo e manteiga) tem 200 calorias. A maior parte delas vem do amido, que é processado pelo corpo em forma de açúcar e , se consumido em excesso, armazenado como gordura. 
Mas e se existisse uma forma de tornar o arroz mais saudável e menos calórico? Cientistas da Faculdade de Química do Sri Lanka encontraram uma maneira de preparar o arroz que pode reduzir suas calorias em 50%. Como isso é possível? Explica-se: Ferve-se água e cozinha-se o arroz. Mas antes de adicionar o arroz à água, os pesquisadores colocaram óleo de coco no líquido (a quantidade de óleo de coco usada precisa ser de 3% o peso do arroz a ser preparado). Depois de pronto, os pesquisadores deixaram o arroz no frigorífico por 12h antes de requentá-lo para ser servido.
E como esse preparo pode reduzir as calorias?
Graças a química. Em alimentos como milho, arroz e batata existem tipos diferentes de amido. Alguns são digeridos pelo corpo, se transformam em glicose e, possivelmente, em gordura. Outros são mais resistentes e, como demoram mais para serem processados pelo organismo, acabam sendo menos absorvidos e eliminados. Ou seja, acaba se armazenando menos gordura.
Pesquisas mostram que o modo de preparo de um alimento pode alterar a forma do amido, transformando uma substância que seria facilmente absorvida pelo corpo em algo mais resistente. E é exatamente isso que o método de preparação do arroz propõe.
Isso acontece em outros alimentos também. A batata, por exemplo, se torna de mais fácil digestão quando é cozida ou transformada em puré, logo, será transformada em gordura mais facilmente. Outras pesquisas revelaram que resfriar um vegetal logo após seu cozimento pode tornar seu amido de difícil absorção, como no caso das ervilhas.
O arroz, ao receber uma gordura (o óleo de coco) antes de ser cozido e ao ser resfriado logo após o processo, passa por algumas mudanças químicas, que mudam a sua composição para melhor para a saúde. Usando esse método, cientistas foram capazes de reduzir as calorias do arroz menos saudável em 12% e do mais saudável  em 50%. Mesmo com uma redução menos expressiva, como o do primeiro caso, os cientistas estão otimistas e acreditam que podem transformar a dieta, principalmente de países asiáticos, com esse hábito mais saudável. E, claro, esses métodos podem se estender a outros hidratos de carbono além do arroz - tipo,um pãozinho que tenha menos 50% de calorias, já pensou?
Via Revista Galileu
WaPo