Avançar para o conteúdo principal

Gordura visceral X Gordura subcutânea


Você sabia que as gorduras são irmãs, mas não são iguais?

Pois é! Existem dois tipos de gorduras, uma na camada mais superficial da pele, chamada de gordura subcutânea e outra que se apresenta nas camadas mais profundas em volta dos órgãos e se denomina gordura visceral.



Gordura subcutânea

A gordura subcutânea é aquela que acumula-se sob a pele, principalmente, no "culote" (ancas ou quadris), nas nádegas e nas pernas e produz a celulite. Elas possuem as células menores e têm mais facilidade de se multiplicar e são mais sensíveis à insulina. Essa gordura prejudica menos o metabolismo, mas é mais difícil de perder. Sua predominância caracteriza a obesidade 'em formato de pêra', considerada menos prejudicial à saúde. Possui a aparência de 'gordura mole', mesmo quando localizada a nível abdominal.
A gordura subcutânea é mais frequente em mulheres, mas também pode estar presente em homens.

Gordura visceral

A gordura visceral acumula-se nas camadas profundas do abdome, em volta dos órgãos. Suas células maiores e se multiplicam pouco, mas são mais ativas  e afetam o metabolismo. 
As células da gordura visceral são mais resistentes à insulina e mais fácil de perder. 
Ela caracteriza a famosa 'barriga de cerveja" - mesmo que a pessoa não beba. A sua predominância caracteriza a obesidade 'em formato de maçã', fator de risco para a saúde. Tem a aparência de 'gordura dura e é mais frequente em homens, mas também pode afetar mulheres.

Fonte: Revistaepóca
Imagens: Internet

Comentários