Avançar para o conteúdo principal

Os tipos de excesso de gordura no corpo

Se você não tiver excesso de gordura corporal muito bem, mas se tiver sabe qual é o seu tipo?

Quando se pensa em fazer algum tipo de tratamento para a redução do peso é bom saber antes que tipo de gordura se tem no nosso corpo, pois assim fica mais fácil aprender a lidar com ela.

Sabemos que somos únicos e como tal o processo de ganho de peso é diferente para cada um. Uns engordam pelo corpo todo, outros em apenas uma parte dele. Há quem só tenha gorduras localizadas na barriga e as outras partes do corpo são normais, há outros que possuem acumulo de gordura nas ancas/quadris.


Devemos levar em consideração que os nossos corpos são influenciados pelas hormonas e isso se aplica, também, as diferentes formas de ganhar peso. As hormonas padronizam o modo de acumular gorduras no organismo, por isso, muitas pessoas tentam diversos processos para emagrecer sem obterem sucesso definitivo.


Saber que tipo de hormona está a influenciar o seu ganho de peso, através do formato do seu corpo pode ser um auxilio no caminho para a perda do excesso de gordura corporal.


Vamos conhecer os 4 tipos de excesso de gordura?
Adrenal - as nossas glândulas supra-renais ou adrenais situadas por cima dos rins, fabricam hormonas (cortisol, adrenalina, noradrenalina) com funções muito diferentes: por exemplo, a regulação do metabolismo orgânico, o controlo da pressão arterial ou o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários.  
Quando se passa por momentos de muito stress, apresentamos um aumento do cortisol. Esse aumento incentiva o acumulo de gorduras em torno dos órgão vitais, em torno do meio do corpo, ou seja, na barriga. 
Tiróide - a tiróide é uma pequena glândula que mede cerca de 5 cm de diâmetro situada no pescoço sob a pele e por baixo da maçã-de-adão. As duas metades (lobos) da glândula estão ligadas na parte central (istmo).
A tiróide segrega as hormonas tiróideas, que controlam a velocidade das funções químicas do corpo (velocidade metabólica). As hormonas da tiróide têm dois efeitos sobre o metabolismo; estimular quase todos os tecidos do corpo a produzir proteínas e aumentar a quantidade de oxigénio que as células utilizam. 
Por serem glândulas que fabricam hormonas que controlam as funções de todas as células do organismo, a gordura tipo tiróide não fica localizada apenas em uma parte do corpo, mas sim em todo o corpo, 
Ovário - esse tipo afeta, geralmente, mulheres em idade fértil, quando seus ovários estão mais ativos. A hormona principal secretada pelos ovários é o estrogénio.
Os níveis altos de estrogénio causam acumulo de gordura nas ancas/quadris e no baixo ventre, coxas e nádegas.
Tipo fígado - é a clássica "barriga de cerveja". O nosso fígado é um órgão de grande importância no nosso corpo, pois ele desenvolve diversas funções diferente para a manutenção do bom equilíbrio orgânico. 
Quando se abusa demasiado desse órgão pode ocorrer comprometimentos mais sérios na saúde do organismo do que só o ganho de gordura na barriga.
Desequilíbrios no metabolismo dos açúcares, gorduras e proteínas, problemas na produção da bile que dificultam a digestão e causam azia, gases, refluxo são alguns desses comprometimentos devido as alterações no fígado. 
Como tratar esses tipos de excesso de gordura?

O primeiro passo é identificar qual é o seu tipo através de análises e exames específicos, depois cuidar-se, melhorando o órgão e os níveis de hormona, se for o caso.

Em todos os tipos existem a necessidade do cuidado com a alimentação, pois mesmo que o motivo real do ganho de peso seja tratado, se não houver um devido ajuste na alimentação, que é peça chave para a manutenção da boa saúde, a perda de peso não acontecerá. 

Fonte:Dr. Berg’s Body Shape
Imagens: google imagens

Comentários