Avançar para o conteúdo principal

Como anda os seus níveis de dopamina?


Hoje, deixo aqui um texto que acredito ser importante para o nosso conhecimento a respeito do neurotransmissor dopamina, além de listar 10 alimentos que podem ajudar a melhorar seus níveis de dopamina.
Vale a pena uma leitura.

“Níveis adequados de dopamina favorecem o sentimento de pertencimento afetivo, de inclusão no grupo e de aceitação a si e aos outros, a motivação e a capacidade de enfrentar desafios. Além de um ótimo sono durante a noite, faz a pessoa sentir bem-estar, alegria, felicidade, afetividade, prazer, e, remorso, quando tem um comportamento inadequado. Concentração e capacidade para resolver desafios e administrar as emoções e os sentimentos.


O desequilíbrio da dopamina está associada ao Mal de Parkinson e à Esquizofrenia, à dependência do jogo, do álcool e de outras drogas. Sintomas de deficiência - é crítico quando afeta o sentimento de pertencimento, fazendo a pessoa alimentar uma falsa ideia de rejeição e exclusão. Pode sentir cansaço, abatimento, desmotivação, nervosismo, inquietude e estado agitado. Um nível muito baixo de dopamina acelera estados de uma agitação maior, podendo perder o senso de realidade, como tem sido visto nos esquizofrénico. 
O excesso de dopamina pode apresentar aumento da dispneia ou falta de ar, extremidades frias, até ao extremo das necroses.
Uma consulta médica/nutricional pode ser uma perspectiva interessante, pois o profissional de saúde pode orientar uma alimentação rica em nutrientes que equilibrem esse neurotransmissor. Quando falta dopamina, o médico pode começar pelas ervas, entre elas, a Erva de São João, Chá Verde, Ginkgo Biloba, Ginseng (todo tipo), Favas e Feijão preto.

Você consegue o balanceamento da dopamina com tirosina e fenilalanina, e pode construir ambos com algumas fontes de alimentação: banana, maçã, mirtilo, melancia, mel, aipo, brócolos, beterraba, pepino, espinafre, ovo, peixe, e pesquise outras fontes se for vegetariano. Seguindo pelos frutos oleaginosos - amêndoas e nozes, e as sementes secas de abóbora, girassol, melancia e algodão. Semente de sésamo (gergilim) você pode transformar em leite - meça um copo de 180ml e deixe-as dormir mergulhadas em 1 (um) litro de água; pela manhã bata no liquidificador, podendo coar e tomar o litro em 2 (dois) dias, distribuindo o dia em 2 a 4 tomadas.
Experimente a amêndoa, dá um leite maravilhoso.

Quando o nutricionista indica corretamente as fontes nutricionais, você sente equilibrar a sensação de prazer, sente-se pertencendo com afeto e aceitação à família, ao trabalho e aos seus amigos. Antes de dizer que alguma coisa é psíquica ou espiritual, primeiro, vá ver toda a sua base física, orgânica, bioquímica. E isso é com o profissional de saúde de sua confiança, ele pode te ajudar.” - Nilsa Alarcon e J. C. Alarcon (HUMI)

10 Alimentos que colaboram para elevar os seus níveis de dopamina


Maçãs

A quercetina, um potente antioxidante encontrado nas maçãs, promove a saúde do cérebro. Estudos têm mostrado que a quercetina pode prevenir doenças neurodegenerativas, bem como estimular a dopamina.
Este por sua vez ajuda a sentir prazer e paixão.
Outro poderoso antioxidante, polifenóis, encontrado nas maçãs protege as células de dopamina dos danos.
Para obter o melhor valor nutricional de maçãs, coma uma maçã diariamente com sua casca.

Amêndoas

Todos os tipos de nozes ajudam a manter os níveis adequados de dopamina, mas amêndoas são consideradas os melhores para esta finalidade.
Amêndoas contêm fenilalanina, um aminoácido essencial, necessária para a produção de dopamina.
As amêndoas são ricas em fibras e gordura boa, que são importantes para o cérebro, bem como a saúde geral.
Para aumentar o seu nível de dopamina, coma algumas amêndoas cruas diariamente como um lanche saudável, ou tome o leite de amêndoa caseiro (receita de como fazer o leite de amêndoa em casa).
Eles são transformadoras e baixam o sódio em comparação com amêndoas defumadas ou salgadas.

Chocolate Escuro

Para aliviar o stress ou levantar um humor baixo, as pessoas muitas vezes comem chocolate.
O chocolate contém fenilalanina, um aminoácido que desempenha um papel fundamental na produção de dopamina.
O chocolate escuro, tem mais de 85% de cacau, pois tem a maior concentração de dopamina e  fenilalanina.
Quando você se sentir mais para baixo, coma 1 pedaço de chocolate escuro.
Mas não abuse, pois o açúcar e o teor de gordura podem causar outros problemas de saúde. 
Deve preferência ao chocolate escuro na versão diet

Bananas

As bananas são uma excelente fonte de tirosina, um tipo de aminoácido que ajuda a regular e estimular os níveis de dopamina.
Isso ajuda a fazer você melhorar o humor, bem como aumentar a sua memória, a concentração e o estado de alerta.
Coma uma banana por dia. Tente comer banana madura e doce, pois o seu conteúdo de tirosina é mais potente.

Ovos

Rico em aminoácidos, o ovo ajuda a desencadear a produção de dopamina e estimular o seu metabolismo.
Fenilalanina é um dos nove aminoácidos presentes no ovo que desempenha um papel fundamental na produção de dopamina.
Os ovos são um dos poucos alimentos que são ricos em vitamina D.
Você pode tentar diferentes opções para incluir ovos em sua dieta, tais como ovos cozidos, omeletes, ovos mexidos.

Morangos

Morangos são uma rica fonte de vitamina C, que é importante para manter a saúde do cérebro.
Esta vitamina especial luta contra radicais livres no cérebro para que ele possa acessar facilmente a dopamina.
Além disso, os morangos são ricos em antioxidantes de fenol como antocianinas e elagitanino que protegem os neurónios dopaminérgicos do dano.
Procure comer morangos mais orgânicos, porque eles contêm níveis mais elevados de antioxidantes, que resultam em níveis mais elevados de dopamina.

Salmão

Salmão é uma grande fonte de ácidos graxos ómega-3, que desempenha um papel fundamental em geral no desenvolvimento do cérebro e seu funcionamento.
Ácidos graxos ómega-3 são necessários para a construção de neurotransmissores como a dopamina.
Além disso, o salmão é baixo em gordura saturada e colesterol.
Juntamente com salmão, outros peixes de águas profundas como o atum, linguado, truta e sardinha são bons para o cérebro.
Procure comer peixe defumado ou grelhado para aumentar e manter seu nível de dopamina.

Beterraba

Beterraba contém betaína, um tipo de aminoácido e antidepressivo que estimula a produção de dopamina.
Também como um bónus, a beterraba contém poucas calorias e uma quantidade elevada de ferro.
Para impulsionar o seu humor naturalmente, beba sumo de beterraba fresca diariamente.
Se você não gosta do sabor do sumo de beterraba, tente misturá-lo com outros sumos de fruta.

Melancia

Melancia é uma boa fonte da aminoácido tirosina.
A tirosina quando convertidas em níveis de dopamina por sua vez, aumenta seu humor.
Além disso, a melancia contém uma elevada quantidade de vitamina B6 que é usado pelo corpo para produzir os neurotransmissores como a dopamina.
Para ajudar a manter os níveis de dopamina adequada, coma uma fatia de melancia, diariamente, ou beba um copo de sumo de melancia fresca.

Sementes de abóbora

Sementes de abóbora são também um alimento rico em tirosina que ajuda a aumentar os níveis de dopamina.
A vitamina E presente nas sementes de abóbora estimula a dopamina e reduz os radicais livres que danificam as células do cérebro.
As sementes de abóbora podem ajudar a diminuir o colesterol, reduzir o risco de cancro e prevenir pedras nos rins.
Pode desfrutar de sementes de abóbora assadas entre as refeições como um lanche saudável ou petisco.
Você pode melhorar seu nível de dopamina ao consumir estes alimentos que contribuem para uma elevação do seu estado de humor e trazem mais felicidade para sua vida.
Quando você estiver mais stressado, cansado ou deprimido, você deve evitar estimulantes como frituras, álcool e cigarros.

Imagem

Obs.: Recomendações e orientações gerais. Para um melhor diagnóstico e tratamento procure um profissional de saúde de sua confiança.