Avançar para o conteúdo principal

Um alerta sobre exames ginecológicos

Você, mulher, já passou por alguma situação dessa? 

Quero deixar uma alerta a todas as mulheres sobre exames ginecológicos que são passados por, nossos respectivos, ginecologistas.

Tenho observado que alguns profissionais dessa área passam os exames de ecografia (ultassonografia) pélvica e ecografia endovaginal (transvaginal) em simultâneo. Ora bem, uma endovaginal ou uma ecografia pélvica é suficiente para que o nosso aparelho ginecológico seja visto. A recomendação das duas, talvez seja necessário quando o profissional não consegue visualizar bem algum órgão e deseja aprofunda um diagnóstico. Não sendo, portanto necessário submeter a paciente ou utente as duas formas de ecografias (ultrassonografias) em simultâneo. 

Quando você, mulher, se ver diante de dois pedidos de ecografias ou ultassonografias (pélvica e endovaginal) questione o seu médico de confiança da necessidade de ambos, pois tive uma experiência a respeito disso onde foram-me pedido esses dois exames juntos, sendo a ecografia pélvica, totalmente, desnecessária. Questionei o ginecologista na altura e esse, simplesmente, não deu resposta alguma, recolhendo-se ao seu silêncio médico,  então, percebi que se tratava apenas da realização de um exame para ganhar um pouco mais de dinheiro do plano ou seguro de saúde.

Resultado; nunca mais fui as consultas com ele e resolvi buscar outro profissional na área de ginecologia para acompanhar-me.
E continuo atenta aos pedidos de exames por esse profissional e outros das diversas áreas da medicina.

Veja para que serve e como são feitos esses exames ginecológicos

Ecografia ou ultranssonografia pélvica


Ecografia ou ultranssonografia endovaginal (transvaginal)

Ecografia Pélvica ou Ginecológica

A Ecografia Pélvica ou Ginecológica (Suprá-Púbica ou com Sonda Vaginal) é um exame indolor, não tem contra-indicações, nem riscos, por não possuir qualquer tipo de radiação.


Indicações

É utilizada para se observar os órgãos no interior da pélvis (útero, ovário e trompas, além das artérias e veias da região) e também para acompanhar o desenvolvimento da gestação.
Os exames são realizados por um médico especializado na interpretação das imagens.

Preparação: 2 horas antes do exame beber 1 litro de água e não urinar.

Realização do exame: Há duas técnicas para se observar os órgãos da pélvis: técnica supra-púbica (técnica em que a sonda é colocada sobre a pele do abdómen baixo) e transvaginal ou endovaginal (técnica em que se coloca a sonda dentro da vagina).
Por vezes, para um contacto mais próximo com a região a examinar necessitará de um exame endovaginal ou endorectal

A introdução da sonda pode raramente ser responsável por uma indisposição transitória e sem gravidade.
Para o exame transvaginal, será deitada numa maca especial e dobrará os joelhos para o médico introduzir a sonda na sua vagina.

Para o exame supra-púbico, o médico colocará um gel no seu abdómen para melhor deslizar a sonda. Durante o exame, poderá sentir um certo incomodo pela bexiga cheia, o que é natural para se obter boas imagens. Quando terminar o exame, poderá urinar.
Médico Dr. Raul Varela

Fique atenta!

Bom fim de semana a todos.

Fonte: Exames médicos

Comentários