Avançar para o conteúdo principal

Alimentos naturais para a desintoxicação de metais pesados

Tem corrido pela Internet e rede sociais informações a cerca da alta contaminação do couve com metais pesados, baseadas na tradução da matéria desse link.  Isso espalhou uma grande preocupação por parte de todos que usam o couve ou sumo verde diariamente. Então, vamos saber o que são os metais pesados e quais alimentos ajudam na desintoxicação do organismo.

Acredita-se que os metais talvez sejam os agentes tóxicos mais conhecidos pelo homem. Há aproximadamente 2.000 anos a.C., grandes quantidades de chumbo eram obtidas de minérios, como subproduto da fusão da prata e isso provavelmente tenha sido o início da utilização desse metal pelo homem.
Os metais pesados diferem de outros agentes tóxicos porque não são sintetizados nem destruídos pelo homem. A atividade industrial diminui significativamente a permanência desses metais nos minérios, bem como a produção de novos compostos, além de alterar a distribuição desses elementos no planeta.
A presença de metais muitas vezes está associada à localização geográfica, seja na água ou no solo, e pode ser controlada, limitando o uso de produtos agrícolas e proibindo a produção de alimentos em solos contaminados com metais pesados.
Todas as formas de vida são afetadas pela presença de metais dependendo da dose e da forma química. Muitos metais são essenciais para o crescimento de todos os tipos de organismos, desde as bactérias até mesmo o ser humano, mas eles são requeridos em baixas concentrações, pois podem em altas doses danificar sistemas biológicos.
Os metais são classificados em:
elementos essenciais: sódio, potássio, cálcio, ferro, zinco, cobre, níquel e magnésio;
micro-contaminantes ambientais: arsênico, chumbo, cádmio, mercúrio, alumínio, titânio, estanho e tungstênio;
elementos essenciais e simultaneamente micro-contaminantes: cromo, zinco, ferro, cobalto, manganês e níquel.
Os efeitos tóxicos dos metais sempre foram considerados como eventos de curto prazo, agudos e evidentes, como anúria e diarréia sanguinolenta, decorrentes da ingestão de mercúrio. Atualmente, ocorrências a médio e longo prazo são observadas, e as relações causa-efeito são pouco evidentes e quase sempre subclínicas. Geralmente esses efeitos são difíceis de serem distinguidos e perdem em especificidade, pois podem ser provocados por outras substâncias tóxicas ou por interações entre esses agentes químicos.
A manifestação dos efeitos tóxicos está associada à dose e pode distribuir-se por todo o organismo, afetando vários órgãos, alterando os processos bioquímicos, organelas e membranas celulares.(icb,usp


Alguns alimentos naturais para a desintoxicação de metais pesados
Grandes quantidades de toxicidade de metais pesados no organismo pode causar inúmeros sintomas como dor de cabeça, náuseas, vómitos, sudorese e até mesmo a morte.
O tratamento natural para eliminar os metais pesados se baseia na utilização de alimentos que contêm propriedades "quelantes", ou seja, esses elementos têm o poder de se unir aos metais pesados e os eliminar para fora de nosso organismo. 
Alga Chlorella: esta rica alga tem um potente efeito desintoxicante de todo o tipo de substâncias danosas, não somente os metais pesados, devido a seu alto conteúdo de clorofila que é um ingrediente principal do tratamento de desintoxicação.
Coentro: erva usada, tradicionalmente, como condimentos. Além de suas propriedades como quelante, contém uma grande quantidade de vitaminas, especialmente as vitaminas A e K e em menor medida a vitamina B, C e E.
Castanha do Brasil: não é, necessariamente, um alimento quelante, mas, ajuda para restaurar os bons minerais, como selênio e zinco, que podem ser perdidos no processo de quelação.
Cebola e alho: O enxofre da cebola e alho, também, pode remover metais pesados. Seus componentes depurativos ajudam a expulsar todo tipo de toxinas do organismo. 
Carvão Ativado: O carvão ativado ajuda na desintoxicação geral do organismo, incluindo a desintoxicação de metais pesados.
Magnésio: este mineral não tem propriedades quelantes, mas é muito útil para facilitar a eliminação dos elementos tóxicos do corpo.
Nota da autora: Sobre o sumo de couve é aconselhável o bom senso e equilíbrio na quantidade utilizada.
Para sua maior segurança procure saber a procedência do vegetal e faça um boa higiene antes de  utilizá-lo na preparação do seu sumo verde.
Esteja atento ao que vai ao seu prato.
Uma boa semana a todos
Beijinhos nutritivos
Fonte de pesquisa
Obs.: Recomendações e orientações gerais. Para um melhor diagnóstico e tratamento consulte um profissional de saúde/nutrição

Comentários