Avançar para o conteúdo principal

Análise de uma fórmula de emagrecimento manipulada

Mesmo com tantas informações a cerca dos malefícios que certas formulações têm para a nossa saúde, infelizmente, muitos ainda procuram esses meios para perder peso.
Recentemente, encontrei alguém que estava a fazer uso de uma fórmula para emagrecer, que foi manipulada numa clínica, onde ela foi atendida por uma enfermeira que na primeira consulta tirou-lhe o sangue e nada mais além disso, nem exame antropométrico, nem anamnese, nem nada dessa natureza. Depois, ela voltou a clínica onde dera-lhe a seguente fórmula;
Como não fizeram a anamnese a utente (paciente) não ficaram a saber que ela sofre de depressão e toma antidepressivo há um tempo. Já passado uns dois ou três meses do uso da fórmula, ela só viu mais gastar dinheiro e pouco efeito na perda de peso desejada.
Agora, vamos fazer uma avaliação a cerca, dos componentes dessa fórmula, indicada por essa clínica para perda de peso. Vai ser um pouquinho longo, pois essa "bomba" tem 12 componentes, fora as vitaminas e o mineral, os quais não irei relatar, pois ao saber dos benefícios, efeitos colaterais e contra indicação de cada substância, fica evidente o por que da presença delas nessa formulação. 
Acredito que vale a pena ler.
1. Crómio policotinato
O picolinato de cromo é promovido como um suplemento milagroso capaz de trazer inúmeros benefícios, como ajudar a combater as diabetes, obesidade e a construir massa muscular.
Benefícios
A verdade é que o cromo é um importante mineral que ajuda a processar hidratos de carbono e gorduras, além de otimizar o papel da insulina. Por esses fatores, acredita-se que esse suplemento ajuda na perda de peso, além de diminuir o apetite, aumentar a energia e a força. Porém, esses fatores não são todos comprovados cientificamente e é importante que um médico ou nutricionista aconselhe o consumidor se o melhor suplemento a tomar é de fato o picolinato de cromo.
Efeitos colaterais
Assim como a maioria dos suplementos e medicamentos, o picolinato de cromo possui alguns efeitos colaterais se consumido diariamente, principalmente, se combinado a outras substâncias.
Se a pessoa possui alergia a qualquer composto presente nesse mineral, é importante evitá-lo.
Alguns estudos mostram que os efeitos colaterais do picolinato de cromo podem ser excessivamente severos, acarretando mudanças no DNA em razão à combinação dele com outras substâncias químicas, podendo levar ao cancro (câncer). Além disso, há relatos que esse suplemento irrita o sistema gastrointestinal, podendo desencadear úlceras e algumas dermatite.
O excesso deste mineral pode acabar sendo nocivo a sua saúde, causando uma série de efeitos colaterais, entre estes os mais frequentes com doses excessivas são:
Dores de cabeça
• Insónia
• Diarreia
• Vómitos
Contra indicações
Pessoas com diabetes, cancro (câncer) ou problemas no sistema imunológico devem consultar um médico antes de medicar-se.
2. Garcinia camboja
A garcínia cambogia é uma planta medicinal, também conhecida como citrino, malabar tamarindo, goraka e árvore do petróleo. Ela pode ser utilizada  para baixar o colesterol. Pode ser encontrada na forma de cápsulas ou de chá. 
Benefícios
A garcínia cambogia tem propriedades anti viral, anti-inflamatória, moderadora de apetite, aromatizante, condimentar, antioxidante, bloqueador de gordura além de reduzir a absorção de hidratos de carbono pelo organismo.
Efeitos colaterais 
O uso de garcínia cambogia pode causar náuseas, dores de cabeça, problemas menores no estômago e, como toda erva medicinal, o uso de doses maiores poderão causar intoxicação.
Contra indicação 
A garcínia cambogia é contra indicada para gestantes, crianças, portadores de Alzheimer, demência e diabetes.
3. Extracto de boldo 
O extracto de boldo ajuda a emagrecer graças às suas propriedades diuréticas, coleréticas e colagogas. Um pacote quase perfeito para perder peso.
Benefícios
• Anti-helmíntico (contra vermes);
• Anticoagulante;
• Anti-inflamatória;
• Antioxidante;
• Antitérmicos (redutor de febre);
• Estimulante do apetite;
• Aumento do fluxo biliar;
• Ação contra cistite;
• Digestivo;
• Diurético.
 Efeitos colaterais
A toxicidade do boldo se deriva do seu conteúdo em boldina, um alcaloide que em grandes concentrações pode ter poderosos efeitos neurolépticos. O abuso de boldo pode causar danos ao organismo,, afetando vários órgãos.
Pode ocasionar efeitos laxantes fortes.
Contraindicações
O boldo está contra indicado durante a gravidez e o aleitamento, e em crianças.
Deve ser evitado em caso de obstrução das vias biliares: apesar de facilitar tanto o funcionamento da vesícula como do fígado, em caso de obstrução das vias biliares, deve ser evitado, já que estimulam a secreção de bílis, o que poderia agravar o quadro obstrutivo.
Não é recomendável seu consumo em quadros de insuficiência renal: o boldo causa irritação nos rins e no aparelho genito-urinário.
Em caso de se tomar medicamentos anticoagulantes: seu alto conteúdo de cumarinas faz  com que o boldo não seja recomendável já que aumenta o risco de sofrer hemorragias.
Em qualquer caso, não se recomenda realizar tratamentos com boldo por mais de quatro semanas.
4. Bumetanida
É um diurético; anti-hipertensivo [sulfonamida (derivado); diurético de alça; diurético espoliador de potássio] que serve para casos de edema; (na insuficiência cardíaca congestiva, cirrose do fígado, doença renal); hipertensão arterial (tratamento adjunto, com outros anti-hipertensivos). 
Benefícios
Age como diurético, inibe a reabsorção de sódio e água nos rins. Como anti-hipertensivo, reduz o volume de líquidos e o débito cardíaco, baixando a tensão (pressão) arterial. 
Efeitos colaterais
Anúria (parada total da secreção de urina); aumento do ácido úrico e gota (pode aumentar ainda mais o ácido úrico); diabetes mellitus (prejuízo da tolerância à glicose); diminuição da função auditiva; diminuição da função do fígado (exige tratamento inicial hospitalar pelo risco de desidratação e até coma hepático); diminuição grave da função renal; gravidez (não usar rotineiramente); história de pancreatite (pode ser desencadeada pelo produto); infarto agudo do miocárdio (risco de choque); utente (paciente) com alto risco de diminuição do potássio (por isso a fórmula adiciona o bicarbonato de potássio), fraqueza muscoloesquelética.
Contra indicações
Risco na gravidez
Hipersensibilidade a sulfonamida.
Outras considerações importantes para quem usa essa substância 
•medir rotineiramente a tensão arterial.
•não ingerir bebida alcoólica.
•não efetuar mudanças bruscas de posição; cuidado ao subir ou descer escadas.
•suspender o produto se a oligúria (diminuição da secreção de urina) persistir por mais que 24 horas.
•ingerir alimentos ricos em potássio (banana, frutas cítricas, nozes, uva passa, tomate, batata).
•evitar exercícios pesados (risco de queda de tensão arterial).
•checar periodicamente: electrólitos (sódio, potássio, cloreto); ureia; creatinina; glicose; função do fígado; ácido úrico; cálcio; contagem sanguínea.
•cuidado com desidratação.
5. Bicarbonato de potássio (esse é incluído na fórmula como fonte de reposição)
Bicarbonato de potássio (também conhecido como hidrogeno carbonato de potássio ou carbonato ácido de potássio), é uma substância salina, cristalina, na forma de um pó macio quando finamente pulverizado, de incolor a branca, inodora, levemente básica.
O composto é usado como um fonte de dióxido de carbono, como fermento químico, em panificação, extinção de fogo com pó (extintores de incêndio), atuando como um reagente e um forte agente tamponador em medicações. É usado como uma base em alimentos para regular o pH.
Bicarbonato de potássio é solúvel em água, e é frequentemente adicionado a água engarrafada para alterar sabor; entretanto, não é solúvel em álcool. Em concentrações maiores que 0.5%, pode ter efeitos fitotóxicos em plantas (bicarbonato de potássio tem uso amplo em colheitas, especialmente para neutralização de solos ácidos), embora não haja qualquer evidência de carcinogenicidade em humanos, nenhum efeito adverso pela super-exposição, e nenhuma dosagem.
6. Extracto de cascara sagrada
A cáscara sagrada de nome científico Rhamnus purshiana, é uma planta medicinal proveniente das Montanhas Rochosas dos E.U.A. e nos inícios era utilizada como purgativo, favorecendo assim o peristaltismo. Na Europa aplica-se sobretudo como um laxante e tónico corporal.
Benefícios
A cáscara sagrada é indicada sobretudo para pessoas que sofrem de prisão de ventre ou obstipação e isto deve-se às suas propriedades laxativas, constituída por compostos designados por antraquinonas que estão presentes na planta.
A cáscara sagrada não emagrece, ela é apenas mais uma planta que ajuda a eliminar líquidos do corpo que o passa a impressão de perda de peso, mas ao repor este líquido o organismo recupera, novamente, o peso, pois não ajuda a reduzir o apetite nem a queimar gorduras.
Efeitos Colaterais
Cansaço, dependência laxativa, diminuição de potássio no sangue, falta de apetite, fraqueza, suores, tonturas e vómitos.
Contra indicações
Mulheres grávida, pessoas com diverticulite, colite ulcerativa grave, insuficiência cardíaca congestiva, doenças cardíacas, anemias, apendicite, doenças no fígado, hérnia abdominal ou renal.
Não deve utilizar a cáscara sagrada quem sofre cólicas abdominais, náuseas, obstrução intestinal, doenças inflamatórias do cólon, desidratação grave, vómitos ou se notar alguma presença de sangue nas fezes.
6. Fucus vesiculosus
Também chamado de bodelha, o fucus vesiculosus é uma alga escura encontrada na costa rochosa do Atlântico, Pacifico e mar Norte. É utilizada principalmente pela alta quantidade de elementos que pode oferecer ao organismo. Possui sabor intenso e salgado, mas é consumida principalmente na forma de suplementos.
Sua composição é diversa, possui sais minerais, com destaque para o teor de iodo, vitaminas e provitaminas A e D, e substâncias com propriedades antioxidantes. 
Benefícios
O Fucus vesiculosus é conhecido como um emagrecedor natural e ainda pode ser usado com outros ativos em fórmula para emagrecer, pois acelera o metabolismo de glicose e ácidos graxos, auxiliando na queima de gordura, além de ter ação diurética e eliminar o inchaço. Também pode ajudar no controle da ingestão alimentar.
Efeitos colaterais
A toxicidade pode causar a hiperatividade da tireoide. Além disso, pode conter certa quantidade de metais pesados e conteúdo alcoólico, que é característico. Por isso, não deve ser consumido sem orientação médica.
Contra indicações
O consumo do fucus vesiculosus é contra indicado junto com medicamentos com hormonas para tireoide, pois pode acarretar em uma hiperatividade da glândula, além de causar sintomas como ansiedade, insónia e até problemas cardíacos, como taquicardia, hipertensão arterial e cardiopatias.
Não é recomendada para crianças, gestantes, lactentes, pessoas idosas ou portadores de patologias.
7. Orlistat (XENICAL®)
O orlistat é um medicamento indicado para pessoas que precisam perder peso e não conseguem fazê-lo somente com dieta e exercícios físicos.
Benefícios
O orlistat exerce seu efeito anti-obesidade através da inibição de uma enzima pancreática chamada lipase. A lipase é a enzima responsável por quebrar as gorduras ingeridas em moléculas menores, facilitando a absorção das mesmas pelo intestino. Sem a ação da lipase, a gordura que chega aos intestinos não pode ser absorvida, sendo eliminada de forma praticamente intacta pelas fezes. O orlistat, portanto, impede a digestão da gordura e, consequentemente, sua absorção pelo organismo.
Além de auxiliar na perda de peso, o orlistat também reduz os níveis sanguíneos de glicose, ácido úrico e colesterol LDL, além de ajudar no tratamento da esteatose hepática e no controle da tensão arterial.
Como o orlistat atrapalha na absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K), sugere-se que o utente (paciente) tome um suplemento vitamínico todos os dias. 
O uso do orlistat sem uma dieta adequada, com restrição de gorduras, compromete o resultado final do tratamento. Por isso, sugere-se a orientação de um nutricionista quanto à melhor dieta a ser feita durante o tratamento.
Efeitos colaterais
Presença de gotas de gordura nas fezes. Outros sintomas relacionados a não digestão das gorduras são: cólicas abdominais, aumento dos gases, aumento do número de evacuações diárias e incontinência fecal. Quanto mais gorduras forem ingeridas, mais comuns serão os efeitos indesejáveis.
Dor de cabeça, dor nas costas, cansaço, ansiedade, insónia, dor para urinar  e irregularidade menstrual.
Contra indicações
O orlistat é contra-indicado na gravidez e em utentes (pacientes) com doenças graves do fígado ou das vias biliares. O seu uso durante a amamentação também não está indicado.
Em pessoas com síndrome de má-absorção intestinal, o uso do orlistat pode agravar o quadro.
8. Glucomannan
É um tipo de fibra solúvel extraído de uma planta nativa da Ásia.  Usado para obstipação, diabetes tipo 2, controlo do açúcar no sangue e para baixar o colesterol. O glucomannan dizem ajudar a emagrecer também e pode ser encontrado nas formas de comprimido, cápsula e em pó.
Usado há muito tempo na medicina tradicional chinesa, hoje em dia o glucomannan é visto, principalmente, como um suplemento de perda de peso. Ele age no estômago e nos intestinos, absorvendo água para formar uma massa de fibras. Ele também pode desacelerar a absorção de açúcar e colesterol nos intestinos.
Benefícios
Ajuda a controlar os níveis de colesterol e tratar a obstipação intestinal, por possui certos compostos antioxidantes e anti-inflamatórios  pode ajudar no tratamento da artrite reumatóide. Melhora os níveis de açúcar ajudando assim a controlar melhor o diabetes.
É muito usado como um suplemento de perda de peso, e está presente em alguns compostos que dizem ajudarem a emagrecer. 
A FDA, órgão de regulação de medicamentos e alimentos americano, ainda não reconheceu as alegações de perda de peso ligadas ao glucomannan.
Efeitos colaterais 
O glucomannan não apresenta efeitos colaterais graves, apenas casos de inchaço e gases.  
Embora seja um produto seguro para se usar, há algumas coisas importantes que se deve conhecer. Quando se toma o glucomannan, deve-se ingerir junto com ele uma grande quantidade de água, pelo menos 240 ml. Se não houver água suficiente, o glucomannan pode se tornar uma massa mais dura e causar bloqueios no esófago, estômago ou intestino.
Outra coisa à qual deve-se prestar atenção é a quantidade de glucomannan ingerida. Isso porque, se você ingere uma grande quantidade de glucomannan e uma grande quantidade de água para que ele absorva, ele pode acabar formando uma massa grande demais. Se isso acontece no intestino, por exemplo, a pressão que a massa exerce nas paredes do intestino podem causar rupturas e sangramento.
Contra indicações
Como não há evidência de sua segurança em mulheres grávidas e amamentando é melhor não tomá-lo se encontra em uma dessas condições.
Se for fazer algum tipo de cirurgia não deve tomar esse suplemento.
9. Ginseng
Com um sabor semelhante ao do gengibre, a planta conhecida como ginseng, de nome científico Panax ginseng, é muito utilizada na medicina chinesa como uma forma de aumentar a qualidade de vida e a longevidade. O seu componente ativo é o ginsenosídeo.
Além de possuir o ginsenosídeo, o ginseng possui panaxos, que são substâncias que podem ajudar na redução de açúcar no sangue, polissacarídeos, que são moléculas complexas de açúcar que ajudam no fortalecimento do sistema imunológico, entre outras.
Entre suas propriedades, podemos encontrar sua ação como afrodisíaco, antidepressivo, anti-inflamatório, antioxidante, bioestimulante, depurativo, diurético, estimulante, tônico, revitalizante, hipotensor, hipocolesterômico e hemostático.
Benefícios
O consumo de ginseng é indicado para o tratamento de anemia, afecções do fígado, cancro (câncer) de pulmão, colesterol alto, problemas do coração, debilidades, deficiência da libido e da ereção, depressão, diabetes tipo 2, doenças de pele, epilepsia, fadiga cronica, cansaço, falta de energia e concentração e fraqueza. Além disso, age como um estimulante da função imunológica, no combate à gripes e resfriados, dores comuns, tratamento de feridas e inflamações na garganta, hemorragias, impotência sexual, infecção, infertilidade masculina, além de trazer melhorias da memória e da vitalidade mental e física, alívio de sintomas da menopausa, stress e reumatismo.
Pode ser usado ainda para tratamento de enjoos e vómitos durante viagens. Seu consumo é eficaz também no alivio de cólicas intestinais, gases, dilatação do abdómen, indigestão e diarreia.
Efeitos colaterais
O consumo pode causar insónia, cefaleia, diarreia e nervosismo. Quando em excesso pode causar depressão, vertigem, palpitações, alergias, edemas, coceiras e problemas no sistema imunológico. O consumo pode, ainda, potencializar a ação da glândula pituitária e do hipotálamo, o que causaria reações alérgicas e taquicardia. O ginseng deve ser consumido com cautela por utentes (pacientes) com tensão alta.
Contra indicações
O consumo de ginseng a longo prazo por mulheres pode ocasionar anormalidades menstruais e tensão nos seios.
Contra indicado para gestantes ou mulheres em fase de amamentação.
10. Ginkgo biloba
Substância usada na medicina há mais de 1000 anos, sendo atualmente um dos fitoterápicos mais usados no mundo, devido às suas ações antioxidantes e seus alegados benefícios no tratamento de problemas de memória, falta de energia, falta de concentração, impotência sexual, entre outros.
Benefícios
Usado no tratamento de problemas de concentração, Alzheimer e outras demências.
Apesar da falta de eficácia do ginkgo biloba no tratamento da demência, das falhas de memória e de outras funções cognitivas, há uma série de problemas que parecem melhorar com o uso do extracto, como:
Vertigem, disfunção eréctil, depressão, distúrbios de ansiedade,
problemas circulatórios dos membros inferiores. 
Em geral, o ginkgo biloba não se mostrou, à luz dos estudos científicos, como uma droga com grande eficácia no tratamento de nenhuma doença importante. Na maioria do casos, a eficácia é apenas um pouco superior a do placebo.
Por outro lado, a sua baixa taxa de efeitos colaterais e o potencial benefício, mesmo que leve, em alguns casos, fazem com que o seu uso seja indicado para alguns utentes (pacientes).
Efeitos colaterais 
O ginkgo biloba é uma droga com baixíssima taxa de efeitos adversos. Quando estes ocorrem são geralmente náuseas, dor abdominal, diarreia ou dor de cabeça.
Entretanto, a ação inibitória sobre as plaquetas pode aumentar o risco de sangramento em algumas situações. 
Contra indicações
A droga não deve ser usada em utentes (pacientes) com elevado risco de hemorragias. Em utentes (pacientes) que serão submetidos a atos cirúrgicos, sugere-se a suspensão do ginkgo biloba pelo menos 36 horas antes da cirurgia.
Devido à falta de estudos clínicos em grávidas comprovando sua segurança, atualmente não se recomenda a utilização do ginkgo biloba durante a gravidez ou aleitamento.
Pessoas com história de crise convulsiva ou epilepsia também devem evitar o uso de ginkgo biloba, pois há esporádicos relatos de que a droga possa facilitar a ocorrência de crises epilépticas. Há também a possibilidade do ginkgo biloba interagir e diminuir os efeitos dos anticonvulsivantes.
11. Camomila alemã
A camomila tem sido utilizada para tratar uma variedade de doenças, incluindo: ansiedade, insónia, irritabilidade.
Esta é a utilização mais popular da camomila. São poucos os estudos realizados em humanos, mas estudos em animais indicam que doses baixas de camomila podem aliviar a ansiedade, enquanto doses mais elevadas estimulam o sono.
Benefícios
Auxilia no tratamento de problemas digestivos, gengivite e feridas na boca, irritações na pele e eczemas
Efeitos colaterais
O uso em grande quantidade pode levar a hipotensão e sono.
12. Colagenio
O colágeno é uma proteína que dá estrutura, firmeza e elasticidade à pele, e é produzida naturalmente pelo corpo, mas que também pode ser encontrada em alimentos como carne e gelatina, em cremes hidratantes ou suplementos alimentares em cápsulas ou pó.
Esta proteína é muito importante para manter as células firmes e unidas, sendo não só importante para a pele mas, também, para outros tecidos como para a integridade dos músculos, dos ligamentos, dos tendões e das articulações, melhorando a sua saúde.
Benefícios
Previne o aparecimento de celulite;
Fortalece as unhas;
Fortalece o cabelo e melhora o seu aspecto;
Diminui o surgimento de estrias;
Aumenta a elasticidade da pele;
Previne e retarda o surgimento de rugas e linhas de expressão.
Além disso, uma vez que o colágeno dá firmeza à pele, além de prevenir o aparecimento da celulite, pode, também. ajudar no seu tratamento, pois com a pele mais firme os nódulos da celulite tendem a não aparecer tanto.
Como repor o Colágeno
Para repor o colágeno no organismo, pode-se fazer uma alimentação rica neste nutriente, sendo por isso importante consumir alimentos ricos em colágeno como: carnes, gelatina; geleia de mocotó.
Porém, é preciso que se tome sempre o colágeno junto com alimentos ricos em vitamina C como: laranja, kiwi, ananás ou mamão, por que é esta vitamina a responsável por permitir a absorção do colágeno pelo organismo. 
13. Vitamina A, C, E e o Selénio
As vitaminas e o selénio são acrescentados a fórmula para repor as perdas derivadas do uso de alguns dos seus componentes, assim como o bicarbonato de potássio.
Fontes de pesquisa: sites de saúde e nutrição.
Para pensar e refletir:
Se deseja perder peso por esse meio, saiba que tem um custo a pagar na sua saúde. Então, pense bem, o que vale a pena, se perder peso e perder a saúde ou perder peso de forma saudável e sem artifícios químicos.
Não ponha a sua saúde em risco!
Continuação de uma semana feliz.
Beijinhos nutritivos.